sábado, 14 de abril de 2012

Era isso.

Eu pensei em procurar algum texto, frase ou música que ilustrasse o que eu queria dizer. Antes mesmo de usar o google ou minha lista pessoal de músicas, decidi tornar por minhas próprias palavras a tradução do sentimento.
Confesso não ter dificuldade de expressão nesse assunto, ela me tem!
Não é que eu seja tão confuso a ponto de não poder transpor ao papel o que veloz desenha em meu peito, a verdade é que nem mesmo encontro ferramenta devidamente diplomada para extrair tanta alegria.
Essa verdade que carrego nos olhos é testemunha do sorriso que fixaram nesta face que tanto andava cansada.
Este sorriso que se desfaz as meras tentativas de te falar o quanto parecem eternos os momentos de presença sua.
A cada batida, uma nova melodia é entoada no coração. Uma melodia doce, suave.
Frio e suor se unem como resultado de uma unica ação.
E tudo, movimentos, sons, aromas, sensações, gostos e toques, tudo...Tudo entra em harmonia.
Posso passar horas tentando decifrar os enigmas por trás destes olhos, que mais parecem espelhos refletindo a minha própria imagem. Parece que agora estou aprisionado neste olhar, como um feitiço que não permite um movimento sequer. Pareço estar preso, inexpressivo, mas incontestavelmente feliz, porque se há vazio em meu peito, é porque te presenteei com meu coração.

3 comentários:

  1. Muito legal!
    Estranho, exatamente como estou me sentindo. .-.

    ResponderExcluir
  2. Haha' Acho que todo mundo pensa igual, pelo menos um pouquinho!! Valeu!

    ResponderExcluir